Audiência Pública

Diretor do Saae de Bom Jesus da Lapa, Gerson Nunes, participa da primeira Audiência Pùblica para apresentação do diagnóstico de saneamento básico.

SAAE de Bom Jesus da Lapa  trabalha com objetivo levar saúde e bem-estar para toda a população, por meio do saneamento básico, que é composto por um conjunto de medidas que visam  conservar ou melhorar o meio ambiente de uma região, colaborando para manter as condições de higiene e saúde da população. Entre os serviços que compõem esse conjunto, estão o tratamento da água, a coleta e o descarte adequado de resíduos sólidos, a limpeza de vias públicas e a canalização, afastamento e o tratamento de esgotos.

Com a publicação da Lei n.º 11.445/2007, a Lei de Saneamento Básico, todas as prefeituras têm obrigação de elaborar seu Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). Sem o PMSB, a Prefeitura não poderá receber recursos federais para projetos na área.

No intuito de auxiliar a gestão pública a cumprir com a Lei, melhorar a qualidade de vida da população e preservar o meio ambiente, o Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco (CBHSF) tem financiado a elaboração de PMSB’s para alguns municípios como Bom Jesus da Lapa, que sediou, na noite desta quinta-feira (01), na câmara de vereadores,  a primeira audiência pública para apresentação do diagnóstico de saneamento básico.

A empresa DRZ apresentou um apanhado do diagnóstico da situação que se encontra todo sistema de abastecimento de água do município, destacando que toda estrutura é antiga e não tem mais condição de atender toda demanda da população, e com uma perda de água de mais de 40%. Apontando que todo sistema de drenagem da cidade precisa ser feito. Com vários problemas envolvendo os resíduos sólidos, e maioria das localidades com problemas, tanto com a falta de água como na questão sanitária.

Durante a apresentação foi aberto para os participantes fazerem o uso do fala, e acrescentar sugestões, colocando os pontos necessários, não apresentados no documento. O diagnóstico leva em consideração a estrutura já existente no município e os principais problemas nas questões de preservação ambiental e manutenção de resíduos, através de serviços de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, drenagem, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e de águas pluviais.

O PMSB estabelece as diretrizes no horizonte de 20 anos e abrange quatro áreas: abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem de água pluvial e manejo de resíduos sólidos domiciliares. A partir desse planejamento, o município pode identificar os problemas, diagnosticar demandas de expansão e delimitar as metas, buscando o atendimento da população com qualidade.

A segunda audiência vai ser realizada nesta sexta-feira (02) no Distrito de Favelândia, às 8h30, na escola da localidade.

 

By | 2018-03-31T12:35:23+00:00 Março 31st, 2018|Notícias|0 Comentários

Deixar Um Comentário

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support